Tecnologia de fuso exclusiva otimizada pela Milacron para taxas de fusão significativamente mais elevadas

Qual é o segredo para aumentar a produtividade no seu processo? Fusão mais rápida e eficiente, possibilitado pelo Fuso Barr de transferência de energia variável – disponibilizado exclusivamente pelo Pós-venda da Milacron.  Mesmo para as aplicações mais exigentes, a nossa equipa cria uma solução personalizada capaz de melhorar a mistura e a fusão, reduzir os custos energéticos e melhorar a produtividade de processamento até 50%.

Um fuso de qualidade superior

  • Taxas de produção superiores
  • Temperaturas de fusão inferiores
  • Mistura melhorada
  • Reduzir a energia necessária para o cisalhamento
  • Eficiência energética melhorada
  • Fusão por condução melhorada
  • Ausência de pontos quentes e sem alargamento
  • Adaptável a uma grande variedade de resinas

O Barr VBET marca a diferença

Os fusos de transferência de energia por barreira típicos geralmente mantêm separadas as resinas não fundidas e as fundidas, com uma película de fusão muito fina. Isto produz elevadas temperaturas de fusão, tornando necessário o arrefecimento do polímero fundido a jusante. O Barr VBET mantém a mistura entre os grânulos não fundidos e o produto de fusão fresco, proporcionando taxas de fusão significativamente mais elevadas, uma vez que a área superficial em contacto com os grânulos não fundidos excede largamente a área superficial do leito sólido de um fuso convencional.

Como funciona o Barr VBET

O canal do fuso Barr VBET divide-se em dois subcanais. As partículas mudam as suas posições constantemente à medida que fluem de um subcanal para outro, ao longo do fuso. Uma partícula existente na camada superficial de um subcanal acaba na camada central do outro subcanal. Este mecanismo de fluxo sólido/fundido proporciona uma qualidade de fusão e uma temperatura de fusão uniformes, ao misturar continuamente o produto fundido e eliminar pontos quentes indesejáveis dentro do canal do fuso.

Vantagens do Barr VBET:

  • Uma geometria única com cisalhamento reduzido. Quase metade do fuso funciona como uma secção de transferência de energia, permitindo um aumento da fusão de condução de quase 30%.
  • Perdas de calor e temperaturas de fusão mais reduzidas. A secção de transferência de energia do Barr VBET funde 30-50% do polímero através da transferência de calor do polímero previamente fundido, eliminando a necessidade de arrefecimento a jusante.
  • Qualidade de fusão e temperatura uniformes. O canal do fuso Barr VBET divide-se em dois subcanais. As partículas alteram as suas posições de forma contínua, à medida que fluem de um sub-canal para outro ao longo do fuso. Este mecanismo de fluxo sólido/fundido mistura continuamente o produto fundido, eliminando os pontos quentes indesejáveis.
  • Capacidade de processamento substancialmente mais elevada. A secção de mistura/fusão do Fuso Barr VBET é 30-50% mais longa do que a de um fuso comum. A capacidade de fusão por condução do Fuso Barr VBET consegue processar uma maior variedade de resinas, incluindo materiais de elevada viscosidade (incluindo PVC) e materiais com elevado caudal de fundido.